abr 19, 2016 by The Voice Category: Mídia exterior 0 comments

Realidade virtual, personalização e interatividade são apenas alguns dos conceitos-chave no mundo do Marketing para este ano. Jonathan Lacoste, co-fundador e COO da Jebbit, plataforma digital de Marketing, revela quais as sete tendências que os CMOs não podem ignorar durante os próximos meses.

1 -Mico-momentos. Num artigo para a Inc., Jonathan Lacoste começa por destacar aquele que é o core business da sua empresa. Os micro-momentos, conceito criado pela Google, acontecem sempre que alguém pega no telemóvel, por exemplo, para saber alguma coisa ou até mesmo comprar. O desafio para os responsáveis de Marketing é colocar as suas marcas em primeiro plano nestes momentos, para que sejam a primeira coisa que os consumidores vejam.

2 – Marketing baseado na localização. A segunda tendência parte do princípio de que os consumidores têm sempre o seu telemóvel consigo e que têm activada a localização dos mesmos. A partir daqui, as marcas podem comunicar directamente com os consumidores que estão em frente às suas lojas, por exemplo. Tal é possível através da utilização da tecnologia beacon.

3 – Realidade virtual. Os equipamentos de realidade virtual começam, progressivamente, a chegar a casa de alguns consumidores mas ainda é algo que não está ao alcance de todos. Por isto, as marcas que providenciarem experiências que envolvam tão apetecível tecnologia, podem ganhar pontos com o público.

4 – Marketing Visual. O vídeo deverá ter um papel cada vez mais importante nas estratégias de Marketing das marcas, já que, de acordo com dados da Cisco citados por Jonathan Lacoste, 80% do tráfego online será dedicado ao visionamento de vídeos até 2019.

5 – Marketing pós-clique. Levar os consumidores a clicar não chega, é preciso voltar a convencê-los já quando estão na página da marca em questão. Algumas das formas de captar a atenção dos consumidores passam por micro-conteúdos, vídeos e quizzes de personalidade.

6 – Personalização. Fazer perguntas e utilizar as respostas para personalizar a experiência é uma das opções sugeridas por Jonathan Lacoste para melhorar a relação da marca com o consumidor. Garantir a personalização pode ajudar também na questão dos micro-momentos, fazendo com que a marca seja relevante quando a janela temporal são apenas alguns segundos.

7 – Conteúdo interativo. A última tendência para este ano diz “não” aos conteúdos estáticos. É muito mais eficaz utilizar vídeos, infografias, testes ou desafios para atrair a atenção dos consumidores já que, desta forma, também conseguem entretê-los. Os conteúdos interactivos permitem também que as marcas recolham dados sobre os consumidores.

Fonte: Marketter

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *