10 de março de 2016 by The Voice Category: Mídia exterior 0 comments

Atualmente muito se fala sobre a iluminação de LED e toda a sua eficiência e vantagens sobre as lâmpadas mais tradicionais. Suas aplicações são mais variadas e seu desenvolvimento é constante, sempre a passos largos. Mas você sabe como surgiu essa forma revolucionária de luz? A Elite LED te conta.

Os primórdios do LED
No início do século XX, em 1907, o inglês Henry Round descobriu que materiais inorgânicos eram capazes de gerar luminosidade quando percorridos por uma corrente elétrica. Porém, como estava envolvido com outros projetos, acabou deixando de lado sua descoberta, apesar de tê-la publicado no jornal Electrical World. Isso não foi ainda a descoberta do LED, mas foi como tudo começou. Anos depois, em 1921, o físico russo Oleg Lossew observa melhor a descoberta de Henry e a explica com maiores detalhes. Consequentemente, o maior detalhamento sobre o tema, fez com que o também físico francês Georges Destriau, descobrisse a emissão de luz pelo sulfeto de zinco. Em homenagem ao trabalho de Lossew, ele batizou sua descoberta de “Luz de Lossew” e é considerado até hoje o pai da eletroluminescência.

Já nos anos 50 surgiu o transistor, que marcou a história da física como um grande passo à frente e, com essa invenção, pôde-se explicar cientificamente a emissão de luz artificial. E tudo isso serviu de base para o que viria a seguir: o surgimento do LED.

O nascimento do LED
Em 1962, o engenheiro da General Eletric Nick Holoniak Jr. desenvolveu a primeira lâmpada de LED propriamente dito da história. Nesse momento existia apenas a cor vermelha, mas, poucos anos depois, surgiram também as lâmpadas LED em amarelo e verde. As três eram usadas basicamente para sinalizações, mas já mostravam sua enorme eficiência.

Muitos anos depois, já na década de 90, o japonês Shuji Nakamura consegue desenvolver o LED na cor azul e, a partir disso, foi possível gerar o LED branco, com a fusão das três cores básicas: vermelho, verde e azul. Esse grande salto tecnológico foi o que tornou possível o desenvolvimento para o que o LED é hoje.

Pouco tempo após a descoberta do japonês, o LED passou a ter a finalidade real de iluminação, tanto de ambientes como em veículos, por exemplo.

Fonte: Elite LED

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *